Skip to content Skip to footer

Se eu quero o divórcio e meu marido não… como fica?

“E se ele não quiser o divórcio?”. Sabe aquele ditado “Quando um não quer, dois não brigam”? Então, no divórcio podemos dizer que “quando um não quer, dois não ficam casados”.

Ou seja, não tem nenhuma lei que obrigue você a continuar casado com quem não deseja mais só porque o outro não aceitou o divórcio. Eu sei que às vezes não dá para continuar andando juntos e o divórcio se apresenta como a única opção. Então saiba que ele pode ser concedido mesmo se só uma das pessoas quiser.

Pra quem não conhece como funciona o procedimento de divórcio, as ameaças de “não vou te dar o divórcio” e “você vai ficar sem nada” podem parecer assustadoras, mas a verdade é que elas não tem nenhum efeito perante a lei.

Se o marido não quiser o divórcio, a solução é levar o caso para a justiça. É o que chamamos de “divórcio litigioso”. O fato de um caso de divórcio ir para a justiça significa apenas que será o juiz quem obrigará o cônjuge resistente a se divorciar. Além disso, as discussões sobre partilha dos bens, guarda dos filhos e pensão alimentícia também vão ser definidas pelo juiz.

No fim das contas, acredite: deixar o assunto pra lá é a pior das soluções e pode dar uma dor de cabeça muito maior do que a de recorrer a justiça. Então, não caia mais nessa. O divórcio é um direito seu, mesmo com as ameaças de que seu marido não irá aceitar ou com relação à guarda dos filhos ou patrimônio.

Leave a comment